Elaborar composto orgânico

Elaborar composto orgânico

O composto é a forma mais antiga e natural de fertilizar. Pode ser produzido e utilizado em qualquer jardim. Ao contrário da turfa, o composto devolve os nutrientes perdidos e oligoelementos ao solo, e revitaliza a vida do solo como mais nenhum fertilizante consegue fazer.

 

Um punhado de composto contém mais seres vivos do que toda a população da Terra: cerca de dez mil milhões de organismos. Ao fertilizar as suas próprias plantas com composto por si produzido, proporciona-lhe satisfação na produção da sua própria fruta e vegetais, bonitas flores e plantas aromáticas.

 

Um bom jardineiro, portanto, poda arbustos, moitas e flores, sabendo que todos esses recursos valiosos não serão perdidos, mas em breve serão disponibilizados para o jardim como fertilizante ou mulching. Um agradável efeito colateral é que a compostagem também poupa dinheiro: são produzidos menos resíduos para o caixote do lixo e compra-se menos fertilizante.

 

Se os materiais orgânicos são cortados, misturados e arejados corretamente, decompõem-se formando fertilizante de alta qualidade. Quanto melhor é a composição - a mistura de material "verde" azotado e aparas "castanhas" contendo carbono - melhores são as qualidades de fertilização e, por conseguinte, também o composto.

 

Dicas:

  • Posicione o montão de composto numa área semi-ensombrada perto da casa e protegida do vento, idealmente com água e fornecimento de energia (ex. para os biotrituradores).
  • Espaço para pelo menos dois ou três recipientes: um para compostar, um para o composto final e outro para recolher aparas secas de plantas.
  • Recolha e classifique sistematicamente: recolha ramos separadamente das aparas de plantas suaves e do material húmido com terra e proteja-os da chuva (cubra-os).
  • O material orgânico e degradável, assim como parte do lixo doméstico, são adequados para compostar. A mistura de material azotado "verde" e de aparas de plantas "castanhas" detentoras de carbono determina a qualidade do fertilizante.
  • A trituração de galhos, ramos e arbustos utilizando os biotrituradores de jardim STIHL aumenta a área de superfície da planta e promove a decomposição através de micróbios e agentes decompositores.
  • Nunca empilhe grandes quantidades do mesmo material. Misture sempre o material (ex. cortes de relvado com estilhas de madeira). A trituração faz com que não seja necessário virar o composto.
  • Coloque os recipientes de composto no chão, nunca em chão de cimento. Proteja-o contra a lavagem, o empapamento e a secagem (cubra-o). Lembre-se: areje adequadamente.
  • O processo de compostagem demora alguns meses, dependendo da época do ano e da temperatura ambiente. O composto é a melhor forma de bio-fertilizar. Um cheiro a fungos é um sinal de maturação.
  • O composto cru está inacabado e contém os nutrientes para as plantas numa forma inacessível. No entanto, promove muito bem os organismos no solo. O composto cru é muito bom para mulching.
  • O composto maduro já não contém quaisquer vermes. Os nutrientes são libertados e podem ser absorvidos pelas plantas. Contudo, as plantas não devem ser plantadas em composto acabado – têm que ser misturadas com o solo.