Tecnologia de injeção de combustível: potência extraordinária para um trabalho profissional

A tecnologia de injeção de combustível torna os motores leves e eficientes – e transforma uma máquina STIHL numa "central energética" em que os profissionais podem confiar.

T-TS500I-E006

Um novo campeonato: máquinas com injeção de combustível.

A inovação STIHL explora as possibilidades dos sistemas de injeção de combustível, criando máquinas potentes que dispensam o uso de carburador.

O que é a injeção de combustível?

A tecnologia de injeção de combustível é um sistema de introdução de uma mistura de combustível/ar no cilindro de um motor de combustão. Encontra aplicação como alternativa ao carburador, sendo há muito preferido em motores de automóveis. Para entender melhor o conceito, é preciso ter uma visão geral de como funciona um motor.

Oxigénio: a chave para o desempenho do motor

Conseguir um excelente desempenho do motor não é tanto uma questão do combustível que utiliza, mas sim do ar com que é combinado. Grande parte do combustível que circula dentro de um motor é simplesmente um catalisador, necessário para ajudar o oxigénio no ar a reagir com as partículas de hidrocarbonetos contidas no combustível. Como tal, o principal requisito para o combustível num motor é que este esteja no local certo no momento certo – bem como na quantidade certa. Apenas uma mistura de combustível/ar perfeitamente proporcionada garante uma combustão rápida e completa, permitindo que o motor funcione com todo o seu potencial. O segredo para conceber motores fiáveis de alto desempenho é garantir que esta mistura é a correta.

Carburador em comparação com injeção de combustível

Uma forma de fornecer a mistura de combustível/ar perfeita num motor é através de um carburador. Trata-se de uma tecnologia há muito consagrada, mas não muito simples; um carburador é um componente mecânico que se baseia principalmente no diferencial de pressão entre a pressão de admissão e a pressão atmosférica. O processo normalmente decorre sem problemas, mas é necessário estar ciente de fatores que podem prejudicar o funcionamento do carburador: variações de altitude e temperatura; um filtro de ar contaminado; desgaste do motor e qualidade do combustível. Isso não é ideal se for um utilizador de máquinas profissional e precisar de confiar no desempenho a várias altitudes e condições de temperatura – é por isso que a STIHL desenvolveu máquinas com sistemas de injeção de combustível.

Enquanto um carburador utiliza diferenças na pressão para misturar combustível com ar, a tecnologia de injeção de combustível fornece o combustível diretamente ao cárter através de um injetor, ou diretamente ao coletor de admissão – como é o caso na inovadora motosserra STIHL MS 500i. A bomba de injeção mantém a pressão do combustível num nível constante, garantindo assim que o injetor de combustível fornece exatamente a quantidade correta de combustível em qualquer momento durante a utilização.

Tipos de sistema de injeção de combustível

O princípio da injeção de combustível é tecnologicamente brilhante e existem algumas formas diferentes de implementar a injeção de combustível. Existem três categorias principais.

Primeira motosserra com injeção eletrónica de combustível: a STIHL MS 500¡

motosserra STIHL MS 500i é a primeira motosserra de produção em massa do mundo com injeção de combustível controlada eletronicamente. Esta motosserra oferece um desempenho inigualável graças ao sistema de injeção de combustível controlado por sensor no motor, que se ajusta automaticamente para proporcionar sempre uma potência otimizada. A tecnologia oferece inúmeras vantagens aos utilizadores de máquinas e a STIHL está a abrir novos caminhos nesta área de inovação.

MS 500i

O inovador sistema de injeção de combustível STIHL, bem como a supressão do carburador e respetivos componentes, daí decorrente, significa que as máquinas são bastante leves e, com 1,24 kg/kW, têm a melhor relação peso/potência do mercado. Os profissionais da silvicultura de alta capacidade podem confiar na motosserra STIHL com injeção de combustível para debitar uma potência significativamente superior à de outros modelos na classe de 80 cm3, juntamente com uma aceleração rápida e um comportamento de arranque ótimo, quer seja através de um arranque a frio ou a quente.

A STIHL desenvolveu a sua própria tecnologia para fornecer à parte eletrónica da máquina todos os dados dos sensores de que precisa para controlar a injeção de combustível. Esta parte eletrónica funciona logo a partir do arranque, apesar de a STIHL MS 500i não possuir bateria e o arranque ser dado com uma corda de arranque. Ao criar este motor, a STIHL provou estar na vanguarda do desenvolvimento profissional de motosserras a gasolina, principalmente com base na sua tecnologia de injeção eletrónica de combustível.

Detalhe da bomba de combustível manual numa motosserra STIHL MS 500i sob pressão

Detalhe da bomba de combustível manual numa motosserra STIHL MS 500i sob pressão

A tecnologia de injeção de combustível utilizada na motosserra STIHL MS 500i introduz combustível diretamente no coletor de admissão através do injetor, enquanto uma bomba de injeção mantém a pressão do combustível constante, assegurando assim a distribuição da quantidade ideal de combustível em qualquer momento durante o funcionamento. A quantidade de combustível, o ponto de injeção e o ponto de ignição são automaticamente calculados pela unidade de comando da STIHL MS 500i – o "cérebro" crucial no sistema de injeção de combustível do motor.

Para otimizar o processo de injeção de combustível, existem vários sensores montados no cárter da cabeça do motor. Estes incluem um sensor de temperatura externo, um sensor de pressão e um sensor de temperatura para recolher informações sobre as condições ambientais, que são passadas para a unidade de comando da motosserra. Os sensores registam também dados que a unidade de controlo utiliza para calcular a massa de ar de admissão, permitindo determinar a quantidade perfeita de injeção de combustível necessária para uma combustão ideal com maior precisão do que um carburador conseguiria.

Outro inovador detalhe tecnológico no sistema de injeção de combustível é o alternador, que produz energia, mas que também é usado como sensor. Através da corrente alterna que o alternador produz, fornece informações à unidade de comando sobre as rotações da máquina e a posição da cambota – ambos dados essenciais para a função de injeção de combustível. Isto permite que a unidade de comando da injeção de combustível reconheça com muita precisão o estado de funcionamento da motosserra e a necessidade de combustível, adaptando o sistema de injeção de combustível e o arranque às condições ambientais.

Tudo isto acontece em milissegundos. Esta incrível tecnologia garante um arranque excecional, uma aceleração ideal e o máximo desempenho ao longo do seu dia de trabalho. E não precisa de se preocupar com os arranques a frio, arranques a quente ou quaisquer outras definições manuais na motosserra, uma vez que a parte eletrónica trata disso.

Tecnologia avançada para trabalhos sem stress

A utilização de um sistema de injeção de combustível num motor de motosserra torna o trabalho mais leve, uma vez que o motor foi desenvolvido numa perspetiva holística e concebido para um peso leve com deslocamento otimizado. O alternador significa que não são necessários os ímanes convencionais no volante do motor e que a unidade de comando está posicionada diretamente no volante do motor. Esta conceção permite um arrefecimento mais eficiente, o que tornou possível utilizar um volante do motor mais pequeno do que nas motosserras convencionais da mesma categoria; a massa extra do volante do motor necessária para o ralenti é fornecida por um anel de aço sob as pás da ventoinha, que não só compensa o tamanho reduzido do volante do motor, como também reduz a carga da cambota, reduzindo ainda mais o peso total da motosserra. A posição da unidade de comando da injeção na caixa do depósito também oferece um deslocamento, um peso e um centro de gravidade ótimos – contribuindo, assim, para um motor de injeção direta, compacto e leve.

Resumo: motosserra STIHL MS 500i com injeção de combustível

  • A melhor relação peso/potência do mercado das motosserras a gasolina: 1,24 kg/kW
  • Aceleração extraordinária: do ralenti à rotação máxima do motor em apenas 0,25 s
  • Desempenho ótimo do motor em todas as condições
  • Comportamento de arranque inigualável em quaisquer condições meteorológicas e a qualquer altitude
  • Sequência de arranque direta sem alavanca de arranque
  • Operação sem ajuste manual