Preencher uma falha na sua sebe

As sebes irregulares e com falhas não são bonitas. Mas com os truques certos, pode preencher praticamente todas as falhas na sua sebe.

Shutterstock 1834114252-huge

Resumo: Preencher uma falha na sua sebe

  • As falhas podem desenvolver-se em sebes por diversas razões: corte incorreto, tensão mecânica, local desfavorável, secura ou doença fúngica.
  • As pequenas falhas podem ser facilmente preenchidas com o aparamento certo e deixando passar algum tempo. Se a sua sebe tiver ficado danificada por estar permanente à sombra, deve considerar plantas alternativas adequadas.
  • As coníferas não voltam a rebentar depois de uma poda radical. Normalmente, as pequenas falhas fecham-se por si só, cobertas pelos ramos adjacentes. No caso de falhas maiores, a planta deve ser substituída.
  • As falhas grandes podem ser reparadas de duas formas: se quiser fechar a falha rapidamente, substitua a sebe danificada por outra nova. Em alternativa, ate os ramos das plantas adjacentes ao longo de uma fina cana de bambu posicionada na horizontal ou na diagonal a atravessar a falha e deixe-os crescer. Este método demora um ou dois anos.

Porque surgem falhas nas sebes?

Para fechar devidamente as falhas e os espaços na sua sebe e evitar que se desenvolvam no futuro, tem de identificar o que as causa. Existem algumas razões para as falhas na sua sebe.

Aparamento incorreto ou poda excessiva

As coníferas, como a tuia, podadas até à madeira e sem rebentos com agulhas, não voltam a rebentar e irão formar falhas

I-HECKENPFLEGE-IM-004

O teixo é a única exceção: mesmo depois de uma poda extrema, voltarão a rebentar, mesmo a partir de madeira antiga. Também podem formar-se falhas em sebes caducifólias se as plantas individuais forem podadas em determinados sítios, mas, ao contrário das coníferas, estas falhas irão ser colmatadas.

Podar à chapa do sol também causa danos. Assim que os rebentos mais longos que costumam fazer sombra são encurtados, os ramos interiores ficam expostos ao sol e ressequidos. As folhas ficam castanhas e muitas vezes formam-se falhas, embora possam voltar a fechar-se algum tempo depois.

Localização desfavorável

As sebes que apanham sol a mais ou a menos tornam-se fracas e desenvolvem peladas. Isto acontece quando uma sebe cresce num local à sombra ou quando outras árvores, arbustos e objetos lhe fazem demasiada sombra. O alagamento ou um solo sobrefertilizado também danifica as plantas.

Secura e doença fúngica

Especialmente com sebes jovens, as plantas individuais podem secar no verão e criar falhas na sebe. O risco é maior no primeiro ano para sebes desprotegidas, uma vez que estas não formaram um torrão protetor da raiz. 

Uma sebe doente e seca com falhas depois de uma doença fúngica

Neste caso, deve substituir a planta afetada por outra nova. Em particular nas sebes de tuia, as plantas individuais podem ser infetadas por um fungo do solo (phytophhora cinnamomi) e morrem completamente. Uma vez que os esporos fúngicos sobrevivem no solo durante muito tempo, deve limpá-lo bem antes de replantar e substituí-lo por solo fresco. A nossa visão geral mostra-lhe como identificar e erradicar outras doenças das sebes.

Preencher pequenas falhas numa sebe

As manchas castanhas e as pequenas falhas podem voltar a ficar verdes. Volte a dobrar para dentro da sebe os ramos que estiverem estendidos para fora. Corte todos os ramos claramente danificados ou secos. As falhas causadas por este procedimento irão ser preenchidas gradualmente por ramos próximos. 

Sebe verde densa ao lado de uma vedação de espaço verde com falhas menores

Se necessário, ate os ramos adjacentes para que a falha fique suficientemente exposta à luz solar e os rebentos novos a fechem rapidamente. A parte inferior da sebe também tem de receber sol. Cortar a sebe em trapézio ou em A torna-o possível: os ramos superiores permanecem mais curtos do que os inferiores, permitindo que os ramos mais baixos também recebam luz suficiente.

PARA CORTES DIVERSOS E DE ADORNO

Se os danos forem causados por falta de luz, pode todas as árvores que façam demasiado sombra à sebe e remova os objetos que possam impedir a entrada do sol. Se houver uma sombra permanente, deve considerar plantas alternativas: o buxo e o teixo medram à meia-sombra, enquanto o ligustro e o louro crescem bem em locais ao sol e à sombra.

Preencher as falhas numa sebe de tuia

As pequenas falhas em sebes coníferas, como a tuia, requerem paciência: terá de esperar até que os ramos adjacentes fechem a falha. Se estiverem danificadas áreas maiores da planta, deve substituí-la por outra nova. Geralmente, as coníferas não voltam a rebentar depois de uma poda drástica.

Como preencher falhas maiores numa sebe

Planting Cypress, Thuja with Roots (Thuja Occidentalis Golden Brabant)

As falhas maiores e os espaços nas sebes podem ser preenchidos de duas formas: se não quiser esperar muito tempo, a melhor opção é replantar a falha. O novo elemento deve ter aproximadamente a mesma altura que o resto da sebe, caso contrário, os seus vizinhos mais fortes absorverão todos os nutrientes e água do solo e inibem o crescimento da nova planta.

Em alternativa, pode atar os ramos das plantas adjacentes ao longo de uma fina cana de bambu posicionada na horizontal ou na diagonal a atravessar a falha aberta na sebe. Aparar as pontas dos rebentos irá encorajar o surgimento de rebentos novos ramificados. Deixe a cana no lugar durante um a dois anos e verifique regularmente se os ramos novos não estão apertados.